FPC prepara 2020

No último congresso do ano, que teve lugar a 8 de novembro, no Hotel Tivoli, em Coimbra, os dirigentes da Federação Portuguesa de Columbofilia deram conta de várias atividades e iniciativas que estão a ser planeadas para o ano de 2020.

À margem do encontro, durante o qual foram aprovados por unanimidade o Plano de Atividades e o Orçamento para 2020 e a alteração ao Regulamento Desportivo Nacional, José Luís Jacinto, presidente da direção da FPC, e Almerindo Mota, diretor desportivo, revelaram algumas das ideias, de âmbito desportivo e não só, que vão ser colocadas em prática já no próximo ano.

Veja aqui o vídeo:

Unanimidade no congresso de 8 de novembro

O Plano de Atividades e o Orçamento para 2020 da Federação Portuguesa de Columbofilia (FPC) foram aprovados por unanimidade no Congresso que decorreu no Hotel Tivoli , em Coimbra, a 8 de novembro de 2019.

A reunião, que durou cerca de quatro horas, contou com diversos contributos que serviram para enriquecer a discussão e a visão que a FPC tem da columbofilia nacional e das atividades que pretende desenvolver ao longo do próximo ano.

Também na mesma sexta-feira, decorreu um Congresso Extraordinário para alteração ao Regulamento Desportivo Nacional. Neste âmbito, a Associação Distrital do Algarve propôs ainda que da alteração constasse que ” a competição desportiva, incluindo os treinos coletivos, só poderão iniciar-se em Dezembro” e não em Janeiro, como constava da sugestão inical. A proposta foi aceite e aprovada por unanimidade.

Nova reunião ficou agendada para 4 de janeiro de 2020.

Acompanhe o blogue da FPC e o Facebook onde irão ser divulgados mais detalhes sobre os assuntos abordados neste congresso.

Congresso Ordinário e Extraordinário

Congresso FPC, 28 março 2019

A Federação Portuguesa de Columbofilia realiza esta sexta-feira, dia 8 de novembro, pelas 20H00, no Hotel Tivoli, em Coimbra, um Congresso Ordinário, para aprovação do Plano de Atividades e Orçamento para 2020, e um Congresso Extraordinário, para aprovação da alteração ao Regulamento Desportivo Nacional.

Consulte aqui:

– A Proposta de alteração ao Regulamento Desportivo Nacional

– O Plano de Atividades e o Orçamento para 2020

– A Ata do Congresso realizado em março

Columbofilia portuguesa divulgada na Alemanha

A Federação Portuguesa de Columbofilia esteve representada na Feira Internacional de Columbofilia de Kassel, na Alemanha, nos dias 26 e 27 de outubro.

No stand, sempre muito concorrido, foram divulgados os Campeonatos Internacionais de Mira 2020, marcados para 5 de setembro, e que já estão a despertar o interesse de columbófilos de todo o mundo.

A viagem a Kassel que, à semelhança das edições anteriores foi realizada a convite da organização do evento que proporcionou todas as condições necessárias, é de extrema importância para a divulgação da modalidade.

O evento, onde marcam presença columbófilos de todo o mundo, permite afirmar a columbofilia portuguesa como uma das mais dinâmicas, chamando a atenção para a organização de provas de excelência reconhecida.

Na feira, entre muitos outros visitantes, estiveram os elementos da Team Sylt 2000 – Fenten e da Team Taubenmarkt Kreutzfeld, primeiro e terceiro classificados respetivamente no FCI Grand Prix Portugal, que decorreu no passado mês de agosto, em Mira.

Federação Portuguesa de Columbofilia assinala 74 anos de fundação

A Fundação Portuguesa de Columbofilia foi fundada a 5 de novembro de 1945. Está há precisamente 74 anos ao serviço da columbofilia, com muito orgulho!

Neste dia, não podíamos deixar de lembrar o enorme percurso que fizemos até ao patamar de excelência e modernidade em que nos encontramos, assim como todos os que nos ajudaram, ao longo destes anos, a cumprir a nossa missão de difundir e desenvolver a prática da columbofilia em todo o território nacional e além fronteiras.

Obrigado a todos as associações, columbófilos, parceiros e amigos por estarem ao lado da Federação Portuguesa de Columbofilia nestes 74 anos.

Contamos com todos para continuar a dignificar a columbofilia!

Mira 2019| A competição e a paixão

Mira reúne a essência da columbofilia. Os Campeonatos Internacionais trazem columbófilos de todo o mundo para um encontro ímpar, onde os pombos se batem pelos lugares de topo, onde há prémios em jogo, mas acima de tudo, onde o que mais importa é a paixão que nos move.

É um encontro de gerações, de criadores de excelência, de columbófilos da velha guarda com gente nova. A ambição junta-se com o prazer de ver os pombos rasgar os céus e chegarem primeiro.

Quando a columbofilia mundial se reúne no Columbódromo Internacional Gaspar Vila Nova, em Portomar, Mira, como aconteceu no último 31 de agosto, não há quem não fixe os olhos nos céus.

Nesta reportagem estão documentados os principais momentos do dia, mas também a festa, a união, a nobreza e o orgulho de ser columbófilo.

Veja, reveja e partilhe!

Mira 2019| Reportagem

Os Campeonatos Internacionais de Mira juntaram columbófilos de todo o mundo no Columbódromo Internacional Gaspar Vila Nova, em Portomar (Mira), a 31 de agosto, num evento único reconhecido internacionalmente.

Veja aqui ou relembre a grande festa de Mira e fique atento porque no próximo fim de semana vamos divulgar uma versão alargada desta reportagem.

Irma Kreutzfeldt: “Enquanto for viva, participarei nos campeonatos de Mira”

Irma Kreutzfeldt -Team Taubenmarkt Kreutzfeld

Irma Kreutzfeldt, da Team Taubenmarkt Kreutzfeld, que conquistou o terceiro lugar no FCI Grand Prix Portugal, em agosto, com o pombo 03801-1043/19, não tem dúvidas que os campeonatos internacionais de Mira, organizados pela Federação Portuguesa de Columbofilia, são os seus preferidos. Em entrevista, fala do “ambiente maravilhoso” e do “programa extraordinário” desta competição onde o que verdadeiramente importa “é a amizade”.

Que expetativas tinha quando decidiu inscrever este pombo no FCI Grand Prix Portugal?

Eu acreditava que este pombo seria capaz de conseguir um bom resultado na prova.

Pombo 03801-1043/19


O que representa este resultado para si?

Estou realmente muito feliz com este resultado, principalmente porque os campeonatos de Mira são aqueles em que mais gosto de participar.

Esta não foi a primeira vez que participou nesta competição?

Participo desde o início, juntamente com o meu marido Uwe, que adorava ir a Mira e sempre apreciámos muito a amizade do Dr. Jose Tereso e da sua equipa.

Quais são, na sua opinião, as principais qualidades dos seus pombos?

São todos descendentes de pombos com grandes conquistas e criteriosamente selecionados para terem uma vontade de ferro de voltar para casa.

Jôrg Hallman

Desta vez acompanhou a prova? De que forma?

O criador deste pombo e meu amigo, Jôrg Hallmann, esteve presente pessoalmente e reportou-nos de imediato os resultados.

Qual é a sua opinião sobre os campeonatos internacionais de Mira, organizados pela Federação Portuguesa de Columbofilia?

Como já referi, os campeonatos de Mira são os meus favoritos porque o lema é a amizade e não dinheiro, reunindo columbófilos de todo o mundo num ambiente maravilhoso e desfrutando de um programa extraordinário.

Planeia voltar a competir em Mira?

Voltarei com certeza.

Que mensagem gostaria de deixar a todos os participantes nos campeonatos de Mira?

Como já disse, Mira é um lugar bonito, a hospitalidade portuguesa é insuperável e por isso, enquanto for viva, participarei neste grande evento!

Oliver Kreutzfeldt também integra a equipa Taubenmarkt Kreutzfeld
Daniela Shmitter é outro dos elementos da Team Taubenmarkt Kreutzfeld

Mira 2019|Último Leilão

É a derradeira oportunidade! Está a decorrer o último leilão dos pombos que participaram nos Campeonatos Internacionais de Mira.

São 86 exemplares que estão disponíveis para licitação, divididos em dois lotes. O valor base é de apenas 20 euros.

O Lote 6 C apresenta 43 pombos, de 18 países (Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Espanha, França, Grécia, Itália, Malta, Noruega, Portugal, Reino Unido, Roménia e Suíça). Neste grupo, que fecha às 22H00 da próxima segunda-feira, dia 21 de outubro podem ser encontrados também seis participantes nos campeonatos de Mira do ano passado.

No Lote 6 D estão 43 pombos de columbófilos da Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Eslováquia, Espanha, França, Grécia, Iraque, Itália, Malta, Portugal e Reino Unido, Roménia. Há ainda sete que participaram nos campeonatos internacionais de Mira, em 2018. Este leilão encerra às 22H00 de terça-feira, 22 de outubro.

Não deixe para amanhã. Licite já hoje! Por apenas 20 euros pode levar um borracho com caraterísticas ímpares e provas dadas.

E se ainda não está registado como licitador na Federação Portuguesa de Columbofilia preencha o formulário on-line para poder fazer as suas escolhas e levar os seus próximos campeões!

“Só os mais fortes conseguem vencer em Mira”

Mohammed Al-Khaldi, da Team Alnomas, o segundo classificado no FCI Grand Prix Portugal Mira 2019, é um fã assumido dos campeonatos de Mira que segue de perto desde 2016. Em entrevista, assume as dificuldades vividas na edição deste ano e mostra-se já com elevadas expectativas para 2020.

Mohammed Al-Khaldi com José Luís Jacinto, presidente da Federação Portuguesa de Columbofilia

Que expectativas tinha quando decidiu inscrever este pombo no FCI Grand Prix Portugal?Tenho sempre elevadas expectativas quando participo nos derbys. Quando envio os pombos espero sempre obter excelentes resultados, mas, às vezes, as classificações não são tão boas quanto esperava.

Que importância tem, para si, este resultado?

Fiquei muito feliz porque foi o meu melhor resultado no derby de Mira. Tenho visto os meus resultados a melhorar nas provas de Mira, mas este ano foi quase perfeito. Não venci, mas espero vencer no próximo ano.

Esta não foi a primeira vez que esteve representado na competição de Mira…

Não, participo desde 2016 todos os anos.

Acompanhou a competição? De que forma?

Assisti à prova final em Mira. Este ano foi a minha segunda vez em Portugal para ver a corrida final do MIRA One Loft Race.

Qual a sua opinião sobre este derby, organizado pela Federação Portuguesa de Columbofilia?

Para mim é uma grande competição. Primeiro, porque não é particular. Depois, porque está muito bem organizada, temos muita informação sobre o que se vai passando, vídeos de todos os treinos e transparência por parte dos organizadores. Mira é uma boa prova para os meus pombos porque é difícil e tem habitualmente vento forte. Só os mais fortes conseguem vencer. Este ano foi particularmente difícil, mas no próximo ano será novamente uma corrida perfeita.

Vai voltar a competir em Mira?

Sim, claro… no próximo ano os meus amigos do Qatar e do Kuwait querem participar de novo.

Quais considera as grandes qualidades dos seus pombos?

Os meus pombos têm sangue forte, voam bem em corridas difíceis. Tenho pombos de diferentes criadores.

Que mensagem gostaria de deixar aos columbófilos que participaram nos campeonatos de Mira?

Recomendo Mira! O programa da competição não é o mais difícil, o que significa que muitos pombos têm oportunidade de ter uma boa pontuação no Grand Prix FCI. Infelizmente este ano a prova foi extremamente difícil, muitos pombos chegaram no dia seguinte e no outro, etc… porque estavam em boas condições!