CNFundo2017-Classificações Provisórias: ACD Viseu- Mário Carapito consegue o 1º lugar

A primeira prova dos CNFundo contou a presença de cerca de 50.000 pombos-correio. O início desta “maratona” decorreu, pelo terceiro ano consecutivo, em território espanhol, Albuixech, em Valência.

 A Associação Columbófila do Distrito de Viseu (ACD Viseu) encestou 344 “atletas” e, entre eles, a fêmea com a anilha número 5436883/15 alcançou, provisoriamente, o primeiro lugar a nível distrital. Propriedade do columbófilo Mário Carapito, que compete nas provas da Sociedade Columbófila da Covilhã, coletividade fundada em 1957 no município da Covilhã, chegou às 13:43:32, ao seu pombal, tendo percorrido um total de 625.028 kms, o que se traduz numa média de 1 441,706 m/m.

Conversámos com Mário Carapito sobre o resultado alcançado na primeira prova dos Campeonatos Nacionais de Fundo 2017.

Quantos pombos – correio enviou para a prova de Valência?

Mário Carapito (MC) -Enviei 8 pombos-correio para a solta de Valência.

Quais eram as suas expetativas para a prova?

Mário Carapito (MC)- Não tinha grandes expetativas para a prova, devo confessar. Tive sorte, não estava à espera deste resultado.

Qual é a sensação de ter um pombo que é o primeiro classificado, ainda que provisoriamente, do distrito de Viseu?

MC- É uma sensação boa, porque não é um resultado fácil de alcançar.

Este pombo de 2015 é um macho ou fêmea? Como preparou o/a “atleta” para esta prova?

MC- É uma fêmea. Teve um tratamento normal, em relação ao que costumo fazer para outras provas, talvez tenha dado mais ração em relação ao habitual.

Esta “atleta” já tinha obtido classificações de relevo na presente campanha ou em anteriores? Quais?

MC- Não. É uma “atleta” que tem vindo a marcar, mas nunca nos primeiros lugares.

O 1º lugar na prova de Valência teve o mesmo sabor de um 1º noutra prova de fundo ou considera-o mais relevante? Porquê?

MC-É diferente. São mais pombos-correio e o nosso orgulho é maior, é a nível distrital.

E quanto à 2ª solta de Valência, quantos pombos vai enviar e quais são as expectativas?

MC– A equipa vai ser a mesma, portanto irei enviar 8 pombos-correio. Espero obter uma boa classificação, vamos ver.

As soltas dos Campeonatos Nacionais de Fundo decorrem, pelo terceiro seguido, em Albuixech, Valência. Que opinião tem sobre esta prova? É um projeto que deve continuar?

MC-Acho que é uma competição que deve continuar, sobretudo pela divulgação do pombo-correio a nível nacional e internacional.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Todas as classificações provisórias podem ser consultadas em – Classificações Provisórias – ValênciaI-20 de maio.

A FPC vai continuar a divulgar reportagens com os primeiros classificados, ainda provisórios, de cada Associação Distrital de Columbofilia. Fique atento ao nosso blog-Press FPC e ao Site FPC

CNFundo2017-Classificações Provisórias: ACD Coimbra- 1º lugar alcançado por José Fernandes

A primeira prova dos CNFundo contou a presença de cerca de 50.000 pombos-correio. O início desta “maratona” decorreu, pelo terceiro ano consecutivo, em território espanhol, Albuixech, em Valência.

A Associação Columbófila do Distrito de Coimbra (ACD Coimbra) encestou 1.334 “atletas” e, entre eles, a fêmea número 4244242/14 alcançou, provisoriamente, o primeiro lugar a nível distrital. Propriedade do columbófilo José Fernandes, que compete nas provas do Grupo Columbófilo de Montemor-o-Velho, coletividade do município de Montemor-o-Velho, chegou às 14:46:09, ao seu pombal, tendo percorrido um total de 720.371kms, o que se traduz numa média de 1 451,921 m/m.

Entrevistámos José Fernandes sobre o resultado alcançado na solta do passado dia 20 de maio.

FPC-Quantos pombos – correio enviou para a prova de Valência?

José Fernandes (JF) – Encestei 15 pombos-correio para esta solta.

Quais eram as suas expectativas para a prova?

José Fernandes (JF) – Tinha boas expectativas. No ano passado já tinha marcado bem nas provas de Valência, a nível da coletividade. Claro que não estava a contar ficar em primeiro lugar a nível distrital, por isso foi muito bom.

Qual é a sensação de ter um pombo que é o primeiro classificado, ainda que provisoriamente, do distrito de Coimbra?

JF – É um orgulho.

Este pombo de 2014 é um macho ou fêmea? Como preparou o/a “atleta” para esta prova?

JF – É uma fêmea. A preparação foi a mesma que é feita para as outras provas. Na minha colónia treino uma vez por dia, todos os dias, com a exceção da segunda-feira, uma hora. Ao nível da alimentação também só alimento uma vez por dia. É este o meu procedimento normal.

Esta “atleta” já tinha obtido classificações de relevo na presente campanha ou em anteriores? Quais?

JF – Não. Uma irmã dela já tinha conseguido ser Anilha de Ouro de Fundo na minha coletividade, mas esta “atleta” não.

O 1º lugar na prova de Valência teve o mesmo sabor de um 1º noutra prova de fundo ou considera-o mais relevante? Porquê?

JF – Não tem nada a ver, tem um sabor diferente. Nesta prova competimos com o distrito todo. Quando participamos nas da coletividade é mais restrito. Este primeiro lugar tem outra importância.

E quanto à 2ª solta de Valência, quantos pombos vai enviar e quais são as expectativas?

JF – Vou enviar 15 novamente, mas vão concorrer 4 ou 5 pombos-correio novos, ou seja, que não estiveram nesta primeira prova de Valência. As expetativas são boas. Tenho 3 ou 4 fêmeas em quem deposito muita confiança para obterem bons resultados.

As soltas dos Campeonatos Nacionais de Fundo decorrem, pelo terceiro seguido, em Albuixech, Valência. Que opinião tem sobre esta prova? É um projeto que deve continuar?

JF – Considero que, sem dúvida, se devem continuar. Este tipo de provas são uma mais-valia para a columbofilia. Valoriza os distritos e os pombos-correio portugueses, pese embora a condicionante do tempo, que pode facilitar ou prejudicar a solta, penso que estas soltas se devem manter.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Consulte as classificações provisórias de todos os distritos em – Classificações Provisórias – ValênciaI-20 de maio.

A FPC vai continuar a divulgar as reportagens com os primeiros classificados, ainda provisórios, de cada Associação Distrital de Columbofilia. Fique atento ao nosso blog-Press FPC e ao Site FPC. Mais reportagens vão ser divulgadas.

 

CNFundo2017-Classificações Provisórias: ACD Faro- 1º lugar para Domingos Campinas

A primeira prova dos CNFundo contou a presença de cerca de 50.000 pombos-correio. O início desta “maratona” decorreu, pelo terceiro ano consecutivo, em território espanhol, Albuixech, em Valência.

A Associação Columbófila do Distrito de Faro (ACD Faro) encestou 3.120 “atletas” e, entre eles, a fêmea com a anilha nº 5365016/15 alcançou, provisoriamente, o primeiro lugar a nível distrital. Propriedade do columbófilo Domingos Campinas, que compete nas provas do Grupo Columbófilo de Cacela, coletividade da freguesia de Vila Nova de Cacela, no município de Vila Real de Santo António, chegou às 14:32:03, ao seu pombal, tendo percorrido um total de 683.854kms, o que se traduz numa média de 1.418,637m/m.

Conversámos com Domingos Campinas sobre o resultado alcançado.

Quantos pombos- correio enviou para a prova de Valência?

Domingos Campinas (DC) -Enviei 15 pombos-correio, 14 fêmeas e 1 macho.

Quais eram as suas expectativas para a prova?

Domingos Campinas (DC) – As expetativas passam sempre por ganhar, mas ao nível da minha coletividade. Nunca pensei ganhar, ou estar em primeiro, em todo o distrito. Os meus pombos têm estado a marcar bem no fundo.

Qual é a sensação de ter um pombo que é o primeiro classificado, ainda que provisoriamente, do distrito de Faro?

DC- É muito boa, fiquei muito contente.

Este pombo de 2015 é um macho ou fêmea? Como preparou o/a “atleta” para esta prova?

DC- É uma fêmea. Em relação ao tratamento, durante o todo o ano cuido dos meus pombos, não é só no tempo da campanha e dos concursos. Tenho à volta de 70 pombos-correios na minha colónia e eles têm de ser bem tratados para que os resultados possam aparecer. Não tenho nenhum “segredo”.

Esta “atleta” já tinha obtido classificações de relevo na presente campanha ou em anteriores? Quais?

DC- Sim. Já tinha feito um 6º lugar, também em fundo, numa prova da coletividade. É o primeiro ano que está a fazer esta especialidade, é uma boa “atleta”.

O 1º lugar na prova de Valência teve o mesmo sabor de um 1º noutra prova de fundo ou considera-o mais relevante? Porquê?

DC- Não. Este resultado tem outro sabor. Saber que tenho um pombo que está em primeiro em todo o Algarve é um motivo de orgulho muito maior.

E quanto à 2ª solta de Valência, quantos pombos vai enviar e quais são as expectativas?

DC- Se não tiver nenhum azar, espero enviar novamente 15 pombos. Espero que a prova corra da melhor forma possível, mas tenho poucos pombos-correio, e a solta vai ser numa altura em que eles já estarão cansados da campanha, vamos ver.

As soltas dos Campeonatos Nacionais de Fundo decorrem, pelo terceiro seguido, em Albuixech, Valência. Que opinião tem sobre esta prova? É um projeto que deve continuar?

DC- Gostava que continuassem, porque eu gosto destes concursos de fundo. Tenho feito bons resultados, ao nível da coletividade, nas provas de Valência. Gostava que se mantivesse.  

Este slideshow necessita de JavaScript.

Consulte as classificações provisórias de todos os distritos em – Classificações Provisórias – ValênciaI-20 de maio

A FPC vai continuar a divulgar as reportagens com os primeiros classificados, ainda provisórios, de cada Associação Distrital de Columbofilia. Fique atento ao nosso blog-Press FPC e ao Site FPC.

CNFundo2017-Classificações Provisórias: ACD Braga- Equipa Pedro & Miguel em 1º

A primeira prova dos CNFundo contou a presença de cerca de 50.000 pombos-correio. O início desta “maratona” decorreu, pelo terceiro ano consecutivo, em território espanhol, Albuixech, em Valência.

 A Associação Columbófila do Distrito de Braga (ACD Braga) encestou 4.068 “atletas” e, entre eles, a fêmea número 4373981/14 alcançou, provisoriamente, o primeiro lugar a nível distrital. Propriedade da equipa Pedro & Miguel, que compete nas provas da Sociedade Columbófila de Famalicão, coletividade do município de Vila Nova de Famalicão , chegou às 15:14:21, ao seu pombal, tendo percorrido um total de 726.140kms, o que se traduz numa média de 1.384,839 m/m.

A equipa é composta pelos columbófilos Pedro Moreira e Miguel Lamego. Conversámos com Pedro Moreira sobre o resultado obtido na primeira prova dos CNFundo2017.

FPC- Quantos pombos- correio enviaram para a prova de Valência?

Pedro Moreira (PM)- Enviámos 15 pombos-correio.

Quando é que foi constituída esta equipa- Pedro & Miguel?

PM- Esta equipa está constituída há cerca de 10 anos.

Quais eram as expectativas para a prova?

PM- Queremos sempre marcar bem. Esta pomba costuma fazer boas provas, mas o objetivo era ganhar na nossa coletividade.

Qual é a sensação de ter um pombo que é o primeiro classificado, ainda que provisoriamente, do distrito de Braga?

PM- É uma grande alegria.

Este pombo de 2014 é um macho ou fêmea? Como foi feita a preparação do/a “atleta” para esta prova?

PM- É uma fêmea. A preparação foi feita dentro da normalidade. Treinos próximos do pombal e boa alimentação.

Este pombo já tinha obtido classificações de relevo na presente campanha ou em anteriores? Quais?

PM- A nível distrital é o melhor resultado mas, aqui em Vila Nova de Famalicão, na nossa coletividade, é, neste momento, o melhor pombo no campeonato de Fundo. Já fez 4 provas da coletividade e marcou bem em todas.

O 1º lugar na prova de Valência teve o mesmo sabor de um 1º noutra prova de fundo ou considera-o mais relevante? Porquê?

PM-É muito mais relevante este resultado. É a nível nacional. Esta é uma alegria a dobrar ou, até, a triplicar.

E quanto à 2ª solta de Valência, quantos pombos vão enviar e quais são as expectativas?

PM-Vamos enviar novamente 15 pombos. Já sabemos que vai difícil obter um resultado semelhante mas, esperamos, que esta “atleta”, ou outras da nosso pombal marquem bem

As soltas dos Campeonatos Nacionais de Fundo decorrem, pelo terceiro seguido, em Albuixech, Valência. Que opinião tem sobre esta prova? É um projeto que deve continuar?

PM- Eu acho que devem continuar. Estas provas dão valor ao pombo-correio português. Claro que podiam existir algumas mudanças.

Que mudanças poderiam ser feitas?

PM- Talvez haver soltas por parcelas no mesmo dia. Acho que são muitos pombos-correio juntos e isso pode provocar arrastamentos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Consulte as classificações provisórias de todos os distritos em – Classificações Provisórias – ValênciaI-20 de maio.

A FPC vai continuar a divulgar as reportagens com os primeiros classificados, ainda provisórios, de cada Associação Distrital de Columbofilia. Fique atento ao nosso blog-Press FPC e ao Site FPC. Mais reportagens vão ser divulgadas.

CNFundo2017-Classificações Provisórias: ACD Beja-1º lugar para Manuel Batista

A primeira prova dos CNFundo contou a presença de cerca de 50.000 pombos-correio. O início desta “maratona” decorreu, pelo terceiro ano consecutivo, em território espanhol, Albuixech, em Valência.

A Associação Columbófila do Distrito de Beja (ACD Beja) encestou 1.888 “atletas” e, entre eles, a fêmea número 1483160/11 alcançou, provisoriamente, o primeiro lugar a nível distrital. Propriedade do columbófilo Manuel Batista, que compete nas provas da Sociedade Columbófila Estrela Alentejana, coletividade fundada em 1975, na localidade de Ervidel, no concelho de Aljustrel, chegou às 14:41:56 ao seu pombal, tendo percorrido um total de 713.150kms, o que se traduz numa média de 1. 449,688 m/m.

A FPC conversou com Manuel Batista sobre a prova.

FPC- Quantos pombos-correio enviou para a prova de Valência?

Manuel Batitsa (MB)- Enviei 15 pombos-correio.

FPC- Quais eram as suas expectativas para a prova?

MB- As expetativas são sempre as melhores, no entanto esta é uma prova com caraterísticas diferentes das provas de fundo da minha coletividade. De qualquer modo as expetativas eram elevadas.

Qual é a sensação de ter um pombo que é o primeiro classificado, ainda que provisoriamente, do distrito de Beja?

MB- É o coroar do trabalho que os columbófilos têm. Desde a década de 1980, quando tinha 18 anos, que sou columbófilo e são este tipo de alegrias que me fazem continuar a praticar a modalidade.

Este pombo de 2011 é um macho ou fêmea? Como preparou o/a “atleta” para esta prova?

MB- É uma fêmea. Desde 2013 que esta “atleta” tem feito todas as provas do calendário de fundo da nossa coletividade. Destaque também para o facto de se ter classificado sempre nas provas de Valência, onde já vai desde 2015. A preparação é igual à que faço para qualquer prova de fundo. Sendo uma competição que tem uma duração de voo, previsível, que varia entre 7 e as 10h, é necessário reforçar a alimentação, por forma a dar mais energia ao pombo. Eu costumo dar, para além das rações que são comercializadas, muito milho, é a principal diferença.

Este “atleta” já tinha obtido classificações de relevo na presente campanha ou em anteriores? Quais?

MB- Sim. Em 2014 conseguiu 4 classificações, em 4 provas, nos primeiros 40, a nível nacional. Tem sido regular. Antes disso, no primeiro ano em que voa, 2013, consegue alcançar a Anilha de Ouro na especialidade de Fundo na minha coletividade. Costuma marcar sempre.

Este 1º lugar teve o mesmo sabor de um 1º noutra prova de fundo ou considera-o mais relevante? Porquê?

MB-Não tem o mesmo sabor, este é especial. É um reconhecimento diferente que é dado aos primeiros classificados. Um primeiro lugar nesta prova é mais relevante, é algo que me deixa muito satisfeito.

E quanto à 2ª solta de Valência, quantos pombos vai enviar e quais as suas expectativas?

MB-Vou enviar novamente 15 pombos-correio, mas à partida irei alterar alguns dos “atletas”. Gostava de conseguir algo parecido, mas sei que é difícil. Uma classificação nos dez primeiros, a nível do distrito, já me deixava contente.

As soltas dos Campeonatos Nacionais de Fundo decorrem, pelo terceiro seguido, em Albuixech, Valência. Que opinião tem sobre esta prova? É um projeto que deve continuar?

MB- Não me parece que este campeonato tenha muita verdade desportiva. O nosso país é muito extenso e isso faz com que existam “atletas” que tenham de fazer mais quilómetros para chegar aos seus pombais. Acho que a ideia é engraçada e, na minha opinião, estes campeonatos devem continuar, mas, se calhar, é necessário repensar o formato para haver, no meu entender, mais igualdade entre os diversos distritos de Portugal.

– Como poderia haver mais “verdade desportiva”?

MB- Estamos sempre condicionados às condições atmosféricas. Talvez, em vez de ser só um local de solta, devam haver 2 ou 3, distintos. Os meus pombos-correio percorrem uma distância maior que alguns distritos, mas menor em relação a outros, muito menor. Talvez haver uma solta mais a sul, outra mais ao centro e outra mais a norte, possa dar mais igualdade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Consulte as classificações provisórias de todos os distritos em – Classificações Provisórias – ValênciaI-20 de maio

A FPC vai continuar a divulgar as reportagens com os primeiros classificados, ainda provisórios, de cada Associação Distrital de Columbofilia. Fique atento ao nosso blog-/Press FPC e ao Site FPC. Mais reportagens vão ser divulgadas.

JN e Record deram destaque à primeira solta dos CNFundo 2017

A primeira prova dos Campeonatos Nacionais de Fundo 2017 (CNFundo2017) decorreu no passado sábado, 20 de maio. No mesmo dia em que cerca de 50.000 mil pombos participaram na maior solta de columbofilia realizada em espaço europeu, dois jornais portugueses destacavam o acontecimento e divulgavam a columbofilia portuguesa.

O diário generalista, Jornal de Notícias, na página 40, na secção etc. , dedicou uma página para falar sobre a prova, a columbofilia portuguesa e fez, também, duas breves sobre a modalidade. A reportagem é assinada pela jornalista Ana Peixoto Fernandes. Consulte a publicação aqui- Jornal JN.

O diário desportivo português, Record, na página 37, na secção modalidades, também publicou uma reportagem sobre a prova, tendo dedicado uma página que tem uma breve e ainda uma infografia. A publicação pode ser visualizada aqui- REC11200537.

O trabalho publicado no Record está disponível online, através do endereço- COLUMBOFILIA: ‘MARATONA’ EUROPEIA COM 50 MIL POMBOS.

A FPC vai continuar a trazer-lhe notícias e reportagens sobre os “atletas” e os columbófilos que mais se destacaram na primeira prova dos CNFundo2017. Siga as novidades no blog-Press FPC e no SITE FPC.

A solta de sábado vista de uma perspetiva diferente

No passado sábado cerca de 50.000 pombos-correio participaram na primeira prova dos Campeonatos Nacionais de Fundo 2017. O início da “maratona” para estes “atletas” foi às 6h30 (hora portuguesa), tendo começado a chegar aos seus pombais, já em solo português, ao início da tarde de sábado.

Mostramos-lhe agora um vídeo, que nos foi cedido pelo columbófilo espanhol Felipe Bertomeu, que capta a solta vista de cima, através do recurso a um drone.

Pode consultar as classificações provisórias na página dos Campeoantos Nacionais de Fundo 2017, disponível em Classificações Provisórias- Solta 20 de maio.

Brevemente vamos trazer-lhe mais novidades sobre a prova, com notícias e reportagens. Fique atento ao nosso –Blog FPC/ e ao  site da FPC-SITE FPC

Céus Ibéricos já estão repletos de pombos-correio portugueses

Eram 6h30, em Portugal, quando, aproximadamente, 50.000 “atletas” portugueses iniciaram a primeira prova dos Campeonatos Nacionais de Fundo 2017. O início aconteceu, pelo terceiro ano consecutivo, em território espanhol, no município de Albuixech, na Comunidade Valenciana.

O transporte até ao local de solta foi feito em 14 camiões TIR, devidamente preparados para garantir o bem-estar do pombo. O tratamento até à hora da prova foi efetuado pelos diversos delegados presentes.

As condições meteorológicas: vento nulo e céu limpo, algo que proporcionou uma excelente orientação para os pombos-correio.

Algumas fotografias dos momentos que antecederam a solta.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O vídeo com as imagens da 1ª solta nacional de fundo 2017.

Mais momentos da saída dos “atletas” e algumas imagens do pós-solta.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os columbófilos, de Norte a Sul de Portugal, estão agora a aguardar a chegada dos seus “atletas”. Continue a acompanhar as novidades sobre os Campeonatos Nacionais de Fundo 2017, porque em breve vamos trazer-lhe mais notícias, nomeadamente, assim que estiverem disponíveis, as classificações desta primeira solta. Consulte o blog https://press.fpcolumbofilia.pt/ ou http://www.fpcolumbofilia.pt/.

O camião da ACD Viana do Castelo chegou a meio da tarde desta sexta-feira a Albuixech

Após a saída de Meadela, no distrito de Viana do Castelo, os delegados de solta vianenses, para além de assegurarem o transporte dos pombos-correio do seu distrito, ainda passaram recolheram os alados dos distritos de Coimbra e Viseu.

Um dos responsáveis e condutor do camião é Carlos Arieira, que já é delegado de solta, na ACD Viana do Castelo, há 21 anos. Em entrevista à FPC contou alguns pormenores e cuidados necessários para efetuar uma viagem com este tipo distância e duração.

https://www.youtube.com/watch?v=KUZyhWus0MI

Na segunda parte da entrevista o delegado mostrou-se otimista para a prova deste sábado e falou sobre algumas mudanças que a modalidade sofreu nos últimos 21 anos.

Algumas fotografias do camião da ACD Viana do Castelo, já no terreno onde vai deccorer a prova de amanhã.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A FPC vai mostra-lhe mais imagens dos Campeonatos Nacionais de Fundo 2017. Continue a acompanhar, a par e passo, no blog- https://press.fpcolumbofilia.pt/ ou no site da FPC- http://www.fpcolumbofilia.pt.

Pombos-correio já estão em estágio para a primeira prova nacional de fundo

Cerca de 50.000 mil “atletas” vão sobrevoar os céus da Península Ibérica este sábado, na primeira solta dos Campeonatos Nacionais de Fundo 2017. Depois de terem sido transportados em 14 camiões TIR, devidamente adaptados para assegurar todas condições necessárias para o bem-estar dos pombos-correio, estes especialistas de fundo, estão em contagem decrescente para os voos de amanhã.

Na preparação nada é descurado e há dois aspetos essenciais: a alimentação e o abeberamento. Durante a tarde os camiões foram chegando ao município espanhol de Albuixech, em Valência, local onde vai começar a prova. Os delegados de solta das Associações Distritais tiveram uma tarde preenchida, garantindo que nada faltava a estes alados.

Veja aqui algumas imagens dos preparativos.

Mostramos-lhe algumas fotografias com diversos momentos da tarde.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Entre as pessoas que vieram assistir ao vivo, pela primeira vez, à solta, está o presidente da direção da ACD Braga, José Luís Barros, que quis observar o trabalho da organização e as especificidades da prova no terreno.

Na segunda parte da entrevista, José Luís Barros, avaliou o espaço onde vai decorrer a solta e falou sobre as expectativas para as prestações dos pombos-correio que representam o distrito de Braga.

A boa disposição foi uma presença notada entre os presentes. Deixamos-lhe também um vídeo com a colocação dos camiões no local onde vai decorrer a solta.

Continue a acompanhar, a par e passo, a primeira prova dos Campeonatos Nacionais de Fundo 2017, no blog- https://press.fpcolumbofilia.pt/ ou no site da FPC- http://www.fpcolumbofilia.pt.